Buscar
  • Coletivo Por um Brasil Democrático CPBD

Los Angeles Pride Parade- Por um mundo sem homofobia

Hoje membros do coletivo estiveram na Pride Parade em Los Angeles para defender um mundo sem homofobia.


O presidente Bolsonaro sabiamente homofóbico, tem sido uma ameaça a população LGBTQI. Durante toda sua carreira como Deputado Federal no Brasil, ele atacou repetidamente essa população. Algumas de suas declarações :


“Eu não vou combater, nem discriminar, mas se eu ver dois homens na rua se beijando, eu vou bater neles”. "Eu preferia que um filho meu morresse em um acidente do que aparecesse com um bigodudo por aí"

  ● O Brasil tem uma morte por homofobia a cada 16 horas. Há pelo menos 552 mortes por ano, mas o número pode ser maior, já que muitos desses crimes não são registrados.  ● A violência física sofrida pela comunidade LGBTI continua sendo uma das alegações mais frequentes. Houve 667 casos relatados em 2018.  ● No caso de transgêneros, a situação é ainda pior. O Brasil detém o triste registro de ser o país mais perigoso do planeta de indivíduos trans. Em 2017, 179 pessoas trans foram assassinadas, com suspeitos presos em apenas 18 dos casos. Entre 2008 e 2016, pelo menos 868 assassinatos de pessoas trans ocorreram no país.  ● Desde a eleição do Presidente Bolsonaro, entre outubro e novembro de 2018, houve um aumento de 272% na notificação de casos de violência.  ● No primeiro dia do mandato presidencial, Bolsonaro assinou uma Medida Provisória que exclui LGBTIs das diretrizes de direitos humanos do país.  






4 visualizações0 comentário